Corte de Névoa e Fúria - #2 - Sarah J. Maas

Categorias: ❤ 1.7.19 ❤
 Nome: Corte de Névoa e Fúria
Autora: Sarah J. Maas
Número de Páginas: 921
Editora: Galera
Lançamento: 2016



Nessa continuação, Feyre, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano, incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.




** Cuidado esta resenha contêm spoilers do livro anterior**


Se você não leu o primeiro livro, recomendo que leia, porque não consegui resenhar sem deixar escapar algo dele!

Após um final eletrizante de Corte de Espinhos e Rosas, o segundo livro traz Feyre vivendo com Talim em sua mansão da forma como sonhou: com o reino de Prythian em paz. 

Então por que os pesadelos não vão embora? Por que não consegue sentir a paz que seu reino está vivendo?

Mesmo estando em processo de adaptação ao seu novo corpo imortal, sua vida é de fartura e riqueza, pensa que deveria estar feliz, mas sente trancafiada numa bela mansão e numa rotina perfeita.


Após todos os acontecimentos de Sob a Montanha, Feyre está destruída emocionalmente e tentando se ajustar a seu novo corpo imortal. Além dos pesadelos que não permitem que ela esqueça tudo o que passou durante a noite, a promessa que fez ao Grão Senhor da Corte Noturna a assombra durante o dia.

Talim envolvido na reconstrução do seu reino e na iminência de um novo perigo, vive alheio a seu sofrimento. Insiste em manter Feyre "segura", como uma moça bem comportada e a impede de sair ou de desenvolver seus poderes, a trata como uma moça fraca e indefesa e começa ao mesmo tempo super protegê-la e não revelar os problemas que sua corte está vivendo. 

Até este ponto o livro é bem monótono e cansativo, nenhuma ação e os personagens que vão entrando na história são totalmente sem graça e não trazem nenhuma emoção nova para a história. Acredito que a autora gostaria que nos sentíssemos assim, que sentíssemos a chatice que estava a vida de Feyre. 

Feyre ainda acreditava que com seu casamento se aproximando, seus sentimentos melhorariam e quem sabe até teria alguma liberdade, porém no dia do casamento sua angústia e insatisfação atingem o auge, pois percebe que nada mudaria e, em pensamento, ela clama por ajuda. 

No meio do casamento surge Rysand, cobrando o acordo que fez e leva (rapta) Feyre para a Corte Noturna!!! 

Deste ponto em diante, o livro toma outro rumo e outro ritmo, conhecemos melhor Rhysand, o Grão-Senhor mais poderoso de todos, e sua Corte Noturna.

Este livro é uma montanha russa de emoções, mocinhos deixam de ser bons e se tornam controladores odiáveis, os arrogantes odiáveis se mostram pessoas apaixonantes com um coração imenso. No início torcemos por alguns personagens e situações, no meio do livro tudo vira do avesso e  toda esta torcida vai para outros fins inimagináveis. 

Os personagens que entram na história são incríveis e os cenários deslumbrantes. 

Impossível ler somente um capítulo, sem dúvida é um dos melhores livros de fantasia com romance que já li!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paginação numerada



Subir